Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Banco Africano de Investimentos

Com uma experiência de 14 anos em vários países, o Banco Africano de Investimentos (BAI) é uma das instituições desse continente que mais tem apostado em mecanismos de negócio tecnológicos, nomeadamente os facilitados via internet. É, por isso, uma entidade a considerar no panorama actual, como se poderá comprovar pelos clientes nacionais conseguidos na última década.

Vista como uma instituição dinâmica e moderna, o BAI – Europa tem enveredado recentemente por uma abordagem característica aos seus eventuais interessados, que tem na proximidade o seu expoente máximo, aspecto apreciado pelos cidadãos africanos a residirem em Portugal, o público-alvo preferencial desta empresa financeira.

Apoio é a força maior

Com uma assinalável aposta nas relações de proximidade, o Banco Africano de Investimentos conquistou uma boa quota de mercado nacional no que aos cidadãos africanos diz respeito, mas não só. Embora seja este o target de maior expressão, outros são os que têm vindo a ser “atraídos” pelas condições oferecidas, numa espiral contínua que permitiu um aumento considerável do volume de negócio.

O segmento mais representativo do BIC é destinado a particulares, mas os produtos oferecidos ao sector empresarial, principalmente às Pequenas e Médias Empresas (PME), tem ganho terreno, sendo actualmente uma importante fracção do retorno anual da entidade, à semelhança do que tem acontecido com boa parte dos bancos a operarem em território lusitano.

Hoje em dia o Banco Africano de Investimentos encontra-se instalado em Angola, o seu berço, África do Sul, Cabo Verde e Portugal, num total superior a uma centena de balcões. Contudo, foram já iniciadas conversações com algumas das instituições de maior relevo no Brasil e São Tomé e Príncipe, dois países para os quais o BAI pretende expandir-se a médio prazo, alargando assim o seu leque de opções.

Subscrever actualizações

rss

Comentários



AVISO:Todos os artigos publicados no blogue bancario.pt são puramente informativos e não podem ser confundidos com aconselhamento financeiro.