Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Banif – Banco Internacional do Funchal

Foi no ano de 1988 que nasceu aquela que é actualmente uma das mais respeitadas entidades bancárias nacionais. Mais de duas décadas depois, o BANIF chegou ao novo milénio com uma revisão total à sua imagem junto do mercado e dos clientes, numa altura em que o seu volume de negócio cresceu mil por cento em relação ao ano zero, algo que se estaria longe de augurar quando se fundou após a extinção da antiga Caixa Económica do Funchal.

Iniciado com apenas 19 sucursais controladas a partir da Sede Social madeirense e com a gestão assente na Sede Central de Lisboa, o banco conseguiu no ano passado atingir 352 agências em Portugal e 680 em todo o mundo. Neste momento a empresa já marca presença na África do Sul, Brasil, Canadá, Estados Unidos da América, Ilhas Caimão e Venezuela. Tudo isto na sequência de uma política de expansão que o grupo financeiro luso decidiu assumir.

Quanto à aposta do BANIF em tornar-se mecenas de várias causas, começou desde cedo, em 1993, meia década após o seu nascimento, com o início do Grande Prémio Banif de Pintura, o primeiro galardão próprio lançado pela instituição bancária. Um ano depois é inaugurado o Edifício Banif, em Lisboa, passando este a ser o núcleo forte do banco desde então, algo que se mantém até à actualidade.

O factor de solidez é uma das razões que está na base da cativação dos mais de 2100 colaboradores e dos 220 pontos de venda de sucesso espalhados pelos quatro cantos do mundo. Este é, de resto, um argumento de peso nos dias que correm, pois os profissionais procuram agora, mais do que nunca, a associação com uma empresa que ofereça boas condições de trabalho para um futuro menos incerto e mais promissor.

A pensar na imagem que tem junto dos clientes e membros independentes aos quais possam chegar, o BANIF reestruturou-se profundamente na entrada para o novo milénio e já em 2008, ano do seu vigésimo aniversário, renovou a sua identidade com um novo símbolo e tornou o centauro em “posição de ataque” como metáfora do trabalho árduo, inteligente e humano realizado pela instituição bancária.

Embora a empresa não tenha chegado à liderança no sector em Portugal, o objectivo de assumir um papel de relevância está conseguido. O vasto segmento do financiamento, soluções bancárias a curto e médio prazo e seguros são as áreas de maior acção do gigantesco grupo nascido no Funchal, mas outras mais parecem estar no horizonte.

WebSite: www.banif.pt

Subscrever actualizações

rss

Comentários



AVISO:Todos os artigos publicados no blogue bancario.pt são puramente informativos e não podem ser confundidos com aconselhamento financeiro.