Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Tipos de contas bancárias

Uma conta bancária é um produto de depósito disponível em instituições financeiras credenciadas pelo Banco de Portugal, os vulgares bancos de retalho. Um depósito bancário é um contrato de guarda de fundos (dinheiro) em que o banco é fiel depositário e os titulares da conta são proprietários.

Podemos classificar as contas bancárias por várias classes, com base em quem pode movimentar a conta ou entidade que pretende abrir e movimentar a conta. As contas bancárias por norma são consideradas à ordem, pois o valor destas está disponível (à ordem) dos clientes em qualquer altura.

Existem 2 tipos de contas bancárias à ordem: as singulares ou colectivas

Conta individual ou singular

A abertura de uma conta individual ou em nome de uma só pessoa ou entidade (singular), restringe as hipóteses de movimentações a uma única pessoa. Tal é uma segurança em termos de movimentações indesejadas, mas também pode ser um inconveniente, por exemplo em caso de doença ou incapacidade temporária para deslocações.

Conta colectiva

A conta bancária colectiva ou mista pressupõe mais de 2  titulares, assim  são co-titulares dos fundos aí depositados. A movimentação da conta dá origem a uma sib-classe, pois se existem casos em que qualquer dos titulares pode fazer movimentos, outros há em que apenas em conjunto, no mínimo por 2 dos seus titulares é possível esse movimento.

Conta Colectiva Solidária

Este tipo de conta permite que qualquer dos seus títulares faça movimentos, tal como levantamentos sem necessidade de informar os outros titulares, são as contas mais comuns nas famílias pois facilitam

Conta Colectiva Mista

Todos os titulares tem de intervir e autorizar os movimentos deste tipo de contas, assim não existe hipótese de retiradas de dinheiro do banco . Este é tipo de conta utilizado utilizado por condomínios.

Conta Colectiva Conjunta

A movimentação deste tipo de conta é muito restritivo, apenas com a autorização de todos os titulares da conta é possível fazer movimentos. Pode ser utilizada quando não existe muita confiança entre os membros da conta.

Normalmente as contas à ordem não são remuneradas, mas existem bancos que pagam uma taxa de juro por norma baixa, inferior a 1% ao saldo médio dos seus depositantes.

Subscrever actualizações

rss

Comentários

  1. pascoal kassanda diz:

    sem comentarios xta absolutamente explecito, tive a opurtunidade de saber o que é uma conta bancaria e para que serve valeu continuem… força

  2. Josias Zage diz:

    como classifica-se uma conta individual a ordem quanto a sua movimentação?

  3. roque bidel diz:

    Foi muito bom ter estudado um bucado : tipos de credito



AVISO:Todos os artigos publicados no blogue bancario.pt são puramente informativos e não podem ser confundidos com aconselhamento financeiro.